Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ISADORA AZEVEDO PERPETUO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ISADORA AZEVEDO PERPETUO
DATA: 13/03/2024
HORA: 00:00
LOCAL: Google Meet
TÍTULO:

Qualificação realizada por meio de avaliação escrita.

ANÁLISE DA DINÂMICA DE CARBONO NAS DIFERENTES FITOFISIONOMIAS DE CERRADO EM MINAS GERAIS


PALAVRAS-CHAVES:

Cerrado, Dinâmica de carbono, Estoque de carbono, Geoestatística


PÁGINAS: 41
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Recursos Florestais e Engenharia Florestal
SUBÁREA: Manejo Florestal
ESPECIALIDADE: Dendrometria e Inventário Florestal
RESUMO:

As formações naturais são responsáveis por sequestrar e reter boa parte do carbono presente na atmosfera, desempenhando um papel de extrema importância na mitigação da concentração dos gases de efeito estufa. Por ser o segundo maior domínio do Brasil e possuir um diverso mosaico de vegetações, além de outras características intrínsecas, o domínio Cerrado é considerado hotspot da conservação e atua como sumidouro de carbono. A redução de formações naturais contribui efetivamente para o aumento de dióxido de carbono na atmosfera e, consequentemente, com o aumento dos demais gases do efeito estufa e do aquecimento global. Sendo assim, é válido ressaltar a importância do conhecimento acerca da dinâmica de carbono nas diferentes fitofisionomias do domínio Cerrado, potencializando a compreensão sobre a capacidade dessas fitofisionomias em estocar carbono e, dessa forma, contribuir para a redução da emissão de dióxido de carbono para a atmosfera. Nesse sentido, o presente estudo visa desenvolver uma metodologia que permita analisar a dinâmica de carbono nas diferentes fitofisionomias de Cerrado em Minas Gerais, visando determinar qual fitofisionomia possui maior potencial para estocar carbono. Os dados utilizados para esta análise são provenientes do Inventário Florestal de Minas Gerais, e correspondem a 25 fragmentos de Cerrado. Serão realizados estudos acerca da dinâmica da comunidade arbórea, bem como a quantificação do estoque de carbono e espacialização do mesmo. Ao final das análises, espera-se obter resultados satisfatórios acerca do potencial das diferentes fitofisionomias do Cerrado em estocar carbono e contribuir para a mitigação das mudanças climáticas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - SAMUEL JOSE SILVA SOARES DA ROCHA (Membro)
Interno - LUIS ANTONIO COIMBRA BORGES (Suplente)
Externo à Instituição - KELLY MARIANNE GUIMARÃES PEREIRA - UFLA (Membro)
Interno - FAUSTO WEIMAR ACERBI JUNIOR (Membro)
Externo ao Programa - CARLOS ROGERIO DE MELLO - DRH/EENG (Suplente)
Notícia cadastrada em: 28/02/2024 14:50
SIGAA | DGTI - Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação - Contatos (abre nova janela): https://ufla.br/contato | © UFLA | appserver1.srv1inst1 22/05/2024 17:52