Notícias

Banca de DEFESA: RÉGIS MARCIANO DE SOUZA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RÉGIS MARCIANO DE SOUZA
DATA: 29/08/2023
HORA: 08:00
LOCAL: Online
TÍTULO:

Sustentabilidade ambiental de diferentes dosagens de concreto em ambientes edificados


PALAVRAS-CHAVES:

Material de construção, Sistema ANFIS, Avaliação do ciclo de vida, Energia incorporada, Emissões de carbono incorporado.


PÁGINAS: 109
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Engenharia Agrícola
SUBÁREA: Construções Rurais e Ambiência
ESPECIALIDADE: Engenharia de Construções Rurais
RESUMO:

A escolha adequada do quantitativo dos materiais incorporados nas misturas de concreto ainda se revela como grande desafio para o projeto da sustentabilidade ambiental de dosagens. Assim, nesta extensa pesquisa, quatro distintas perspectivas foram desenvolvidas para explorar cientificamente a Avaliação do Ciclo de Vida (ACV) de diferentes misturas de concreto. De forma geral, investigou-se o uso de modelagem híbrida ANFIS (Adaptive Neuro-Fuzzy Inference System) como ferramenta para predição do consumo energético incorporado de cada um dos componentes da produção de concretos convencionais (cimento, água, agregado miúdo e agregado graúdo) de uma edificação e para predição das emissões de dióxido de carbono (CO2) de concretos convencionais para construção de biodigestores na suinocultura. De outro modo, buscou-se avaliar a sustentabilidade ambiental de concretos autoadensáveis com incorporação de resíduo de louça sanitária (RLS). Ainda, procurou-se a avaliação das emissões de carbono e energia incorporada no delineamento de dosagens convencionais de concretos para uma habitação rural. Dessa forma, evidenciou-se bons resultados nas predições computacionais ANFIS, na Avaliação do Ciclo de Vida Energético (ACVE) e das Emissões de CO2 (ACVCO2), de concretos em ambientes edificados. Do ponto de vista da sustentabilidade, constatou-se a importância da mensuração assertiva dos montantes dos materiais necessários para produção de concretos ambientalmente mais sustentáveis. Averiguou-se que racionalizar as dosagens pode gerar uma redução da ordem de 24,77% na demanda energética e 31,41% nas emissões de CO2. Sobre o uso de RLS, identificou-se uma notável colaboração para o crescimento sustentável, gerada pela redução da disposição inadequada do RLS no meio ambiente e pelo incremento de vida útil para os resíduos, garantindo assim estratégias significativas para o projeto de dosagens de concretos. A despeito de possíveis implicações em larga escala, as propostas desta tese se demostram promissoras para o combate do impacto ambiental gerado pela indústria do concreto.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - ALESSANDRO TORRES CAMPOS (Membro)
Externo ao Programa - ALESSANDRO VIEIRA VELOSO - DEG/EENG (Membro)
Externo à Instituição - CARLOS CEZAR DA SILVA - IFMG (Membro)
Externo à Instituição - GESLAINE FRIMAIO DA SILVA - IFMG (Membro)
Externo ao Programa - LEONARDO SCHIASSI - DEA/EENG (Membro)
Externo à Instituição - MATHEUS CAMPOS MATTIOLI - UNILAVRAS (Suplente)
Presidente - RICARDO RODRIGUES MAGALHAES (Membro)
Interno - TADAYUKI YANAGI JUNIOR (Suplente)
Notícia cadastrada em: 14/08/2023 15:40
SIGAA | DGTI - Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação - Contatos (abre nova janela): https://ufla.br/contato | © UFLA | appserver2.srv2inst1 18/05/2024 19:55