Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: PEDRO BIZERRA MOURA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PEDRO BIZERRA MOURA
DATA: 21/08/2020
HORA: 15:00
LOCAL: Sala Virtual do Google Meet
TÍTULO:

Avaliação do uso de diferentes modelos de caixas de gordura no tratamento de efluentes sanitários.


PALAVRAS-CHAVES:

Placas de coalescência; tratamento preliminar; efluente.


PÁGINAS: 21
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Sanitária
SUBÁREA: Saneamento Ambiental
RESUMO:

Os óleos e graxas presentes nos esgotos domésticos, efluentes bastante estudados, não são removidos com eficiência nas estações de tratamento de esgotos convencionais. Assim, torna-se importante definir parâmetros de projetos para a remoção desses compostos de efluentes agroindustriais tendo em vista que podem causar problemas em algumas unidades de tratamento, como os reatores UASB. O presente trabalho tem por objetivo principal a avaliação do desempenho de diferentes configurações de caixa de gordura em escala laboratorial no tratamento do efluente sanitário gerado na Universidade Federal de Lavras (UFLA). Os três modelos avaliados foram construídos em fibra de vidro, sendo que o primeiro modelo assemelha-se a uma caixa de gordura convencional (CC). No segundo modelo foram inseridas placas de PVC inclinadas 45° dentro da caixa, também conhecido por modelo de placas coalescentes (CP). E o terceiro modelo consiste na combinação das caixas CC e CP, associadas a um filtro com material suporte com capacidade de adsorção de óleos e gorduras (CM). O experimento será monitorado durante quatro meses, de março a junho de 2019. O esgoto gerado após passar pelo tratamento preliminar (gradeamento) na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE – UFLA) será aplicado, nas três diferentes configurações de caixas de gordura variando-se o tempo de detenção hidráulica (TDH). Pretende-se trabalhar com TDHs de 30, 60, 90 e 120 minutos. Para cada TDH será feita a coleta de amostras ao longo do tempo para determinação da cinética de degradação de matéria orgânica (DQO) e óleos e graxas (O&G). Durante o período de avaliação serão monitorados no afluente e efluente das unidades experimentais as seguintes variáveis: pH, vazão, temperatura, sólidos totais (ST), sólidos voláteis (SV), sólidos fixos (SF), sólidos suspensos (SS), nitrogênio total Kjeldahl, fósforo total e óleos e graxas (APHA et al., 2005). Com base nos resultados de desempenho de cada unidade em função dos TDHs aplicados serão determinadas equações para obtenção da eficiência em função do TDH. Espera-se obter parâmetros de projeto para o dimensionamento de caixas de gordura para efluentes sanitários, para melhoria dos sistemas de tratamento subsequentes.



MEMBROS DA BANCA:
Presidente - FATIMA RESENDE LUIZ FIA (Membro)
Interno - RONALDO FIA (Suplente)
Interno - PAULA PEIXOTO ASSEMANY (Membro)
Interno - MATEUS PIMENTEL DE MATOS (Membro)
Notícia cadastrada em: 11/08/2020 17:54
SIGAA | DGTI - Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação - Contatos (abre nova janela): https://ufla.br/contato | © UFLA | appserver2.srv2inst1 23/01/2022 00:10