Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LARISSA MARIN SCARAMUSSA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LARISSA MARIN SCARAMUSSA
DATA: 14/06/2022
HORA: 14:00
LOCAL: meet.google.com/zbc-wedz-qsq
TÍTULO:

Vulnerabilidade ambiental no entorno do Monumento Natural do Itabira, ES, Brasil


PALAVRAS-CHAVES:

Áreas protegidas, licenciamento ambiental, fragilidade ambiental, vulnerabilidade antrópica e geotecnologia.


PÁGINAS: 39
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Sanitária
SUBÁREA: Saneamento Ambiental
ESPECIALIDADE: Legislação Ambiental
RESUMO:

A instituição de áreas de elevado valor biológico por meio da criação Unidades de Conservação tem se tornado importante instrumento de proteção aos recursos ambientais no país, frente ao desenfreado avanço antrópico sobre ambientes naturais, seja para aumento da fronteira de produção agrícola, seja para o crescimento das cidades. A legislação que regulamenta a questão ambiental ainda se apresenta de forma desatualizada e inconsistente, pois desde a edição do SNUC em 2000, muitas partes do seu escopo não foram regulamentadas e as UC não possuem seus respectivos planos de manejo com a descrição das áreas de maior fragilidade ambiental. Os estudos de vulnerabilidade ambiental aliados à geotecnologia, têm se mostrado uma importante ferramenta na identificação de áreas mais vulneráveis, e, consequentemente, no gerenciamento e proteção das UC’s nos processos de licenciamento ambiental. Este trabalho objetiva analisar a vulnerabilidade ambiental no entorno do Monumento Natural do Itabira (MONAI), localizada no município de Cachoeiro de Itapemirim/ES, por meio de ferramentas geotecnológicas. De modo a cumprir tal objetivo, utilizar-se-á das seguintes etapas metodológicas: I) análise do procedimento de licenciamento ambiental no entorno do MONAI; e II) espacialização das áreas de vulnerabilidade ambiental. A obtenção dos dados se dará por meio de consulta aos bancos de dados de órgãos ambientais e a análise dos mapas de vulnerabilidade será feita por meio da análise de distância euclidiana, aplicação da lógica Fuzzy e do Processo Hierárquico Analítico (AHP) proposto por Saaty (1977). Serão conferidos pesos a todas as variáveis em análise, baseando-se na escala fundamental de comparação, contendo os valores de importância. Espera-se que os resultados obtidos sejam considerados satisfatórios, ao apontar as áreas de maior vulnerabilidade antrópica no entorno do MONAI e orientar adequadamente os processos de licenciamento na região.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ROSSI ALLAN SILVA - UFT (Suplente)
Externo à Instituição - LUIZ OTÁVIO MORAS FILHO - UFLA (Membro)
Presidente - LUIS ANTONIO COIMBRA BORGES (Membro)
Externo à Instituição - ALEXANDRE ROSA DOS SANTOS - UFES (Membro)
Notícia cadastrada em: 23/05/2022 09:55
SIGAA | DGTI - Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação - Contatos (abre nova janela): https://ufla.br/contato | © UFLA | appserver1.srv1inst1 27/06/2022 05:10