Notícias

Defesa de Dissertação do Mestrado Profissional do PPGECEM/UFLA - Josiane Aparecida de Freitas Cruz - em 17/11/2021

Esta é a segunda defesa do PPGECEM, a primeira da área Ensino de Química!

 

Mestranda:
Josiane Aparecida de Freitas Cruz

 

Título:
INVESTIGANDO OS RACIOCÍNIOS ARGUMENTATIVOS DE ALUNOS DO 3º ANO DO ENSINO MÉDIO POR MEIO DE UM ESTUDO DE CASO CENTRADO NA TEMÁTICA ALIMENTAÇÃO


Banca Examinadora:
Profa. Dra. Marianna Meirelles Junqueira - UFLA
Prof. Dr. Paulo Ricardo da Silva - UFLA
Profa. Dra. Rita de Cassia Reis - UFJF

 

Data: 17/11/2021
Horário: 8h 30min

 

Local:

meet.google.com/ryo-soyx-imo
 

RESUMO: O ensino de química abordado de maneira tradicional pode contribuir para a predominância de um ensino descontextualizado, passivo e pouco reflexivo, sem espaço para os alunos apresentarem as suas ideias, argumentos ou até mesmo, questionar a aplicabilidade do conhecimento científico. Diante deste contexto, o presente trabalho buscou investigar os raciocínios argumentativos construídos pelos estudantes do 3o ano do ensino médio ao longo de uma Sequência de Aulas (SA) centrada no Estudo de Caso “Consumo de Iogurtes”. O Caso trata especificamente da Jenifer, uma adolescente que está vivendo um momento de ansiedade e preocupada com a sua saúde e bem-estar, a estudante solicita ajuda para aprender sobre laticínios e a dieta do iogurte. Diante desse contexto, o Caso convida o leitor a encontrar possíveis soluções para a dieta da Jenifer conforme as suas especificidades. A SA foi ministrada em duas turmas de uma escola pública, totalizando oito aulas, com duração de 50 minutos cada, gravadas em áudio e vídeo. Os dados analisados nessa dissertação foram especificamente: i) a questão “Você indicaria algum iogurte para a Jenifer a partir dos critérios analisados? Justifique”, contida no questionário da análise sensorial da aula 4, ii) trabalho escrito entregue na aula 7 e o iii) trabalho oral com a solução do Caso apresentado na aula 8. Para verificar se os objetivos do estudo foram alcançados, analisou-se os argumentos dos alunos sistematizados através dos raciocínios argumentativos e os níveis de complexidade, conforme a metodologia desenvolvida por Martins e Justi (2017), bem como as características de “um bom caso” de acordo com Herreid (1998a) e Graham (2010). A partir da observação da narrativa do Caso, ressaltamos que a maioria das características de um “bom caso” foram contempladas. Quanto a análise das argumentações à respeito da escolha do iogurte através dos raciocínios argumentativos, pode-se verificar algumas mudanças quanto à escolha do iogurte, o que pode ter ocorrido em decorrência das atividades realizadas na SA. Observou-se que pelas respostas ao questionário de análise sensorial (Aula 4), a maioria dos grupos escolheu o iogurte C, a qual pode estar relacionada por ser um iogurte consumido frequentemente e que mais agrada ao paladar e, ao analisar a escolha do iogurte pelo trabalho escrito e oral houve alteração em relação a sua primeira escolha, esta mudança pode estar relacionada com a atividade de análise dos rótulos (Aula 5), momento que os estudantes puderam analisar a composição nutricional dos iogurtes e as justificativas começaram a ser baseadas em conhecimentos científicos como: a presença de menor quantidade de carboidratos ou lipídeos. Várias foram às indicações dos estudantes originando várias linhas de raciocínios argumentativos (LRA) com diferentes níveis de complexidade. Ao comparar o número de LRA verificamos que no momento final os estudantes explicitaram cinco vezes mais LRA do que o apresentado no momento da análise sensorial indicando que o Estudo de Caso pode ter contribuído para o processo de tomada de decisão e formulação dos argumentos.


Palavras-Chave: Estudo de Caso. Química Orgânica. Educação Básica. Raciocínios Argumentativos.

Notícia cadastrada em: 26/10/2021 01:19
SIGAA | DGTI - Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação - Contatos (abre nova janela): https://ufla.br/contato | © UFLA | appserver1.srv1inst1 24/04/2024 09:47