Notícias

Defesa de Dissertação do Mestrado Profissional do PPGECEM/UFLA - Deborah Teixeira Melo - em 30/11/2021

Mestranda:

Deborah Teixeira Melo

 

Título:

O DESENVOLVIMENTO DE HABILIDADES ARGUMENTATIVAS POR ESTUDANTES DE QUÍMICA DO ENSINO MÉDIO, POR MEIO DE UMA SEQUENCIA DE ENSINO INVESTIGATIVA SOBRE O AGROTÓXICO GLIFOSATO

 

Banca Examinadora:

Profa. Dra. Rita de Cassia Suart - UFLA

Profa. Dra. Marianna Meirelles Junqueira - UFLA

Profa. Dra. Susan Bruna Carneiro Aragão – USP

 

Data: 30/11/2021

Horário: 17h

 

Local:

https://meet.google.com/mzs-mxri-qsq

 

RESUMO: Este projeto de pesquisa tem como proposta, o desenvolvimento de uma Sequência de Ensino  Investigativa, cujo público-alvo é estudantes de Química, do segundo ano do Ensino Médio,  de uma Escola Estadual, situada em uma cidade do sul de Minas Gerais. A Sequência de  Ensino Investigativa visa, por meio da abordagem do Ensino por Investigação, discutir sobre  o agrotóxico glifosato, abordando conceitos químicos do conteúdo de soluções e aspectos  epistêmicos da argumentação científica, de modo que sejam promovidas condições para que  os estudantes construam argumentos científicos válidos; que construam o conhecimento  químico sobre soluções aquosas em níveis macroscópico, microscópico e simbólico, e sobre o  conhecimento científico relacionado ao uso do agrotóxico glifosato, de modo que possam  desenvolver habilidades para construir um argumento científico sobre o consumo desse  agrotóxico. Esta pesquisa apresenta características qualitativas, e a constituição dos dados será  realizada por meio de questionários prévios e pós, assim como pelas produções textuais dos  estudantes, e pelas análises das transcrições das gravações em áudio e vídeo. A análise dos  dados poderá possibilitar a inferência de relações entre a abordagem epistemológica da  argumentação no ensino de Química e a promoção de Alfabetização Científica, e possibilitará,  também, investigar possíveis contribuições nos processos de ensino e de aprendizagem sobre  argumentação científica, quando são promovidas orientações diretas aos estudantes, sobre os  elementos epistêmicos constituintes de um argumento científico válido. Utilizando como  aporte teórico os aspectos epistêmicos para a validação de argumentos científicos propostos  por Sandoval e Reiser (2004), e as abordagens propostas por Bybee (1997) e Shwartz, Ben Zvi e Hofstein (2006) para a promoção de Alfabetização Científica, visa-se nesta pesquisa  obter respostas para a questão: de que maneiras se relacionam a construção epistêmica de  argumentos científicos e a promoção de Alfabetização Científica no ensino de Química na  Educação Básica? Objetivando investigar o processo de construção do conhecimento de  estudantes sobre os aspectos epistêmicos da argumentação científica e sobre o conceito de  soluções, e ainda, como esse processo pode ser relacionar com a promoção de Alfabetização  Científica. Espera-se obter resultados que possibilitem inferir uma relação positiva entre a  orientação explícita dos elementos epistêmicos para a construção de argumentos científicos  válidos e a promoção de Alfabetização Científica, de modo a contribuir com as demais  pesquisas na área de ensino de Ciências, que consideram a argumentação como uma  habilidade importante de ser desenvolvida.

 

Palavras-Chave: Alfabetização Científica. Argumentação. Ensino de Química.

Notícia cadastrada em: 12/11/2021 12:05
SIGAA | DGTI - Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação - Contatos (abre nova janela): https://ufla.br/contato | © UFLA | appserver1.srv1inst1 22/04/2024 09:39