Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: IAN SILVA ANDRADE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IAN SILVA ANDRADE
DATA: 26/08/2020
HORA: 15:00
LOCAL: Videoconferência pelo Google Meet
TÍTULO:

Percepções de especialistas em educação básica sobre práticas gestoras nas escolas estaduais de Lavras-MG


PALAVRAS-CHAVES:

pedagogo escolar; práticas gestoras; pesquisa narrativa; núcleos de significação; casos de ensino.


PÁGINAS: 40
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

No Brasil, o pedagogo escolar possui funções difusas. Elas se confundem em meio às diversas nomenclaturas – impregnadas de história e particularidades em cada estado – dos cargos que este profissional pode assumir na educação escolar. Quando não é professor regente de turma, ele é supervisor, orientador, especialista e/ ou coordenador pedagógico. Particularmente no estado de Minas Gerais, as funções de supervisão pedagógica e orientação educacional são atribuídas ao cargo de Especialista em Educação Básica (EEB), ao qual compete a coordenação pedagógica de determinada escola. Diante desta miríade de tarefas ideais que lhes são atribuídas, como os especialistas, pedagogos escolares, representam suas funções na escola real? Esta pesquisa visa identificar as significações que as especialistas das escolas estaduais de Lavras-MG atribuem às práticas gestoras desenvolvidas onde trabalham, no sentido de: 1) investigar experiências de supervisão pedagógica e orientação educacional; 2) analisar concepções acerca do papel da escola, implícitas em tais práticas; 3) sistematizar percepções do processo histórico que conformou o cargo de EEB nas escolas estaduais de Lavras-MG. Para tanto, conversamos com as especialistas mediante um roteiro semiestruturado de questões pertinentes aos objetivos da investigação. A partir dos relatos produzidos, procedemos à construção de núcleos de significação no intuito de aproximarmo-nos das zonas de sentido enunciadas pelas participantes, fundamentados em categorias da Psicologia histórico-cultural e dos Estudos bakhtinianos. Tais núcleos, bem como os diálogos subsequentes com as pedagogas, embasaram o pesquisador na escrita de perfis individuais sobre como elas percebem as práticas gestoras nas escolas onde trabalham. O autor-pesquisador, então, procedeu à criação de personagens envolvidas em situações narrativas acerca dessas práticas, a partir dos referidos perfis. De modo que as narrativas possam vir a se constituir enquanto casos de ensino na formação contínua de pedagogos escolares, elas são aqui discutidas através do cotejo de textos relacionados às temáticas abordadas, com o apoio lógico-histórico da arquitetônica categorial desenvolvida ao longo da investigação. Assim, esta dissertação insere-se no campo das pesquisas narrativas em educação, adotando a epistemologia do Materialismo histórico-dialético na análise científica da realidade, bem como os pressupostos da Pedagogia histórico-crítica no estudo da educação escolar.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANTONIO BOSCO DE LIMA - UFU (Membro)
Presidente - JOSE ANTONIO ARAUJO ANDRADE (Membro)
Interno - LARISSA FIGUEIREDO SALMEN SEIXLACK BULHOES (Membro)
Externo ao Programa - MARCIO MAGALHAES DA SILVA - DED/FCHEL (Suplente)
Notícia cadastrada em: 05/08/2020 15:11
SIGAA | DGTI - Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação - Contatos (abre nova janela): https://ufla.br/contato | © UFLA | appserver1.srv1inst1 29/11/2021 02:47