Notícias

Banca de DEFESA: JANINA DE SALES GUILARDUCCI

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JANINA DE SALES GUILARDUCCI
DATA: 26/03/2024
HORA: 08:00
LOCAL: GOOGLE MEET
TÍTULO:

AVALIAÇÃO DA EMBRIOTOXICIDADE E ATIVIDADE MELANOGÊNICA EM  EMBRIÕES E LARVAS DE ZEBRAFISH (Danio rerio) DOS EXTRATOS AQUOSO E ETANÓLICO DE Sonchus oleraceus SUBMETIDA AO CULTIVO AGROECOLÓGICO EM DIFERENTES ESTÁDIOS FENOLOGICOS DE COLHEITA


PALAVRAS-CHAVES:

Plantas Medicinais. Alimento Funcional. Toxicologia.


PÁGINAS: 53
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

Sonchus oleraceus Linn (Família: Asteraceae), conhecida popularmente no Brasil como
serralha, é uma Planta alimentícia não convencional (PANCs) muito apreciada na
alimentação. Apresenta inúmeros benefícios nutricionais e atualmente tem sido alvo de
pesquisadores devido suas propriedades medicinais. No entanto, estudos dos efeitos
toxicológicos e uso racional seguro ainda são escassos. Mediante o contexto, o objetivo foi
avaliar os efeitos no desenvolvimento embrionário em zebrafish das folhas de Sonchus
oleraceus submetida ao sistema de cultivo orgânico em diferentes tipos de solventes de
extração (etanólico e aquoso) e estádios fenológicos da planta (vegetativo e reprodutivo).
Inicialmente, este estudo foi conduzido e aprovado pelo Comitê de Ética em Experimentação
Animal (CEUA) da Universidade Federal de Lavras- UFLA, Lavras, MG, Brasil, sob o no
014/2019. Para o preparo da droga vegetal foram utilizadas apenas as folhas secas em estufas
de circulação de ar a 37ºC até peso constante. Posteriormente, foram tamisadas em moinho e
os extratos foram obtidos através de sistema de refluxo simples, evaporados a 40ºC e
liofilizados. Para os testes de embriotoxicidade, baseou-se nas diretrizes da OECD nº 236,
2013 e foram realizados em embriões até 5 pós fertilização (5 dpf). A doses utilizadas para
avalição dos efeitos teratogênicos e letalidade foram: 2,5; 1,25; 0,625; 0,312; 0,156; 0,078;
0,039; 0,020; 0,010 mg/mL. Nossos achados demonstraram que independentemente do
solvente de extração, doses inferiores a 0,312 mg/mL não apresentaram efeitos teratogênicos
e a sobrevivência foi acima de 90%. Observou-se que o extrato que apresentou maior
letalidade e deformidade em menores doses foi o C1ET em 5 dpf, apresentando LC50= 0,689
mg/mL e EC50=0,386 mg/mL, consequentemente maior IT = 1,785. Os principais efeitos
teratogênicos encontrados foram atraso no desenvolvimento, edema de saco vitelínico e
pericárdio e lordose evidenciados na dose de 0,625 mg/mL. Doses acima de 1,25 mg/mL
apresentaram alto percentual de letalidade. Portanto, os resultados deste estudo indicam que
os efeitos toxicológicos são dose-dependente e que as atividades biológicas podem ser
influenciadas pelo estádio fenológico da planta bem como o solvente de extração.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - WANDERLEY JOSÉ MANTOVANI BITTENCOURT - UNILAVRAS (Membro)
Interno - LUIS DAVID SOLIS MURGAS (Membro)
Presidente - LUCIANE VILELA RESENDE (Membro)
Externo ao Programa - LAURA CRISTINA JARDIM PORTO PIMENTA - DNU/FCS (Membro)
Externo ao Programa - ISAAC FILIPE MOREIRA KONIG - DMV/FZMV (Suplente)
Externo à Instituição - FERNANDO COSTA MALHEIROS - UFU (Membro)
Externo à Instituição - DANIELLA APARECIDA DE JESUS PAULA - UFPI (Suplente)
Notícia cadastrada em: 15/03/2024 16:41
SIGAA | DGTI - Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação - Contatos (abre nova janela): https://ufla.br/contato | © UFLA | appserver2.srv2inst1 30/05/2024 01:28