Notícias

Banca de DEFESA: INGRID NYLLA FONTES GOMES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: INGRID NYLLA FONTES GOMES
DATA: 12/12/2022
HORA: 18:30
LOCAL: https://meet.google.com/vyq-tasj-aub
TÍTULO:

A PRÁTICA PEDAGÓGICA INVESTIGATIVA COMO INSTRUMENTO METODOLÓGICO NO ENSINO DE LUZ PARA AS PROFESSORAS DA EDUCAÇÃO BASICA NO CURUMIM


PALAVRAS-CHAVES:

Prática investigativas. Metodologias. Luz. Ensino-Aprendizagem. Educação Básica. Educação Científica.


PÁGINAS: 1
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

As práticas pedagógicas investigativas como metodologia de ensino são importantes para a compreensão e melhoria dos processos de ensino-aprendizagem. Estas práticas fazem parte das estratégias dos professores para estimular e desenvolver as habilidades de investigação e a abstração, relacionadas ao ensino de ciências e suas aplicações no aprendizado de luz. Estas práticas moldam o ambiente de ensino-aprendizagem, que estimulam sensações, emoções, influenciando em aspectos tais como, social, motor, psíquico e cognitivo, atuando assim na motivação e realização dos alunos. No município de Nepomuceno-MG, as professoras da Educação Básica do Curumim fizeram um curso de extensão, do projeto de divulgação científica “A magia da física e do Universo” da UFLA. Elas falaram sobre as práticas em sala de aula como metodologias pedagógicas, essas práticas têm significado no cotidiano da professora. O objetivo desta pesquisa é analisar a construção das práticas pedagógicas investigativas como instrumento metodológico no ensino de luz desses cursos de extensão. A metodologia adotada baseia-se em pesquisa bibliográfica, análise de conteúdo e pesquisa qualitativa da descrição do curso de extensão ofertado, das aulas que foram gravadas, dos cadernos de investigação das professoras e das entrevistas por mim realizadas. A partir das análises de conteúdo sobre algumas práticas pedagógicas investigativas, das experiências que foram obtidas pelas professoras, e por mim ao longo da minha caminhada como mestranda, e da minha vivência dentro da sala de aula, foi possível observar que essas práticas investigativas utilizando a luz como método, contribuem para a autonomia e a construção do conhecimento, o que torna plausível dizer que utilizar essas práticas pedagógicas como estratégias investigativas na educação básica são possíveis.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - LUCIANA AZEVEDO RODRIGUES - DED/FAELCH (Suplente)
Externo à Instituição - LAYSA GONÇALVES MARTINS - EPCAR (Membro)
Presidente - KAREN LUZ BURGOA ROSSO (Membro)
Interno - JOSE ALBERTO CASTO NOGALES VERA (Membro)
Externo à Instituição - FELIPE ANDRADE VELOZO - UNIFAL (Suplente)
Externo ao Programa - AMANDA CASTRO OLIVEIRA - DFM/ICET (Membro)
Notícia cadastrada em: 05/12/2022 09:51
SIGAA | DGTI - Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação - Contatos (abre nova janela): https://ufla.br/contato | © UFLA | appserver2.srv2inst1 21/02/2024 22:24