História do PPGPMAC

 

         O Programa de Pós-Graduação em Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares (PPGPMAC) nasceu de uma experiência de membros do corpo docente de mais de 10 anos em cursos de especialização Lato sensu. Foi criado em 2013, com  base nas  diretrizes da Política Nacional de PMAC (PNPMF) por meio do Decreto Presidencial nº 5813, de junho de 2006 e na Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) no SUS, conforme Portaria MS 971 de maio de 2006. A PNPMF tem por objetivo garantir o acesso seguro e o uso correto de PMAC pela população, à utilização sustentável da biodiversidade brasileira e o desenvolvimento da indústria nacional. A PNPIC regulamenta a inserção do uso de PMAC e fitoterápicos no SUS.

         O PPGPMAC é pioneiro no Brasil e no mundo em sua área de abrangência, o que o torna especialmente relevante, já que a utilização e o mercado de plantas medicinais estão em plena ascensão. O crescente interesse pelo uso de Plantas Medicinais está relacionado a vários fatores, entre eles o alto custo dos medicamentos industrializados, a falta de acesso da população à assistência médica e farmacêutica e a tendência cada vez maior dos consumidores por produtos naturais seja para fins alimentícios, fitocosméticos ou agroindustriais. A dinâmica atual do mercado de trabalho na área de PMAC, caracterizado pela crescente demanda da sociedade por profissionais especializados em PMAC, ainda pela inovação desse Programa na região Sul de Minas Gerais e Brasil, fundamentam os objetivos do programa. O Programa apresenta uma abordagem multidisciplinar atuando em várias áreas do conhecimento tais como ciências agrárias, ciências veterinárias, ciências medicas, ciências dos alimentos, Química e demais áreas correlatas.

         Desde sua criação, o PPGPMAC  tem sido responsável  pela  formação acadêmica de profissionais com competência  para atuarem na academia, pesquisa, difusão de conhecimento, novas tecnologias que envolvam a domesticação, conservação, produção vegetal compatível com os requisitos técnicos de qualidade de plantas medicinais e avaliações químico-biológicas e demais segmentos da cadeia produtiva de PMAC. Esta formação é pautada no Cultivo e Manejo  sustentável  e Bioatividade de Plantas Medicinais. Na área de  extensão atua  no atendimento da população no sentido de fornecer cursos sobre o uso de plantas medicinais fornecimento de mudas, organização de eventos científicos, atividades estas associadas aos Núcleos de Estudos em Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares (NEMAC) e em Produtos Naturais (NEPRON).

 

SIGAA | DGTI - Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação - Contatos (abre nova janela): https://ufla.br/contato | © UFLA | appserver1.srv1inst1 30/05/2024 00:35