Notícias

Defesa de Dissertação do Mestrado Profissional do PPGECEM/UFLA - Gabriel Henrique Geraldo Chaves Morais - em 16/12/2022

Título:

NATUREZA DA CIÊNCIA, GALILEU E O ENSINO DA REVOLUÇÃO COPERNICANA

 

Banca Examinadora:

Prof. Dr. Alexandre Bagdonas Henrique – UFLA

Prof. Dr. Fabio Marineli – UFLA

Prof. Dr. Evandro Fortes Rozentalski – UNIFEI

 

Data: 16/12/2022

Horário: 10h

 

Local:

https://meet.google.com/egx-skjb-vxg

 

RESUMO: Nos últimos anos diversas pesquisas em ensino de ciências evidenciam a relevância do papel desempenhado pela HFC no ensino e aprendizagem das ciências. Buscando melhorar a compreensão do desenvolvimento científico e propor discussões sobre conceitos astronômicos, este trabalho apresenta reflexões a respeito da “natureza da ciência” (NdC). Para tal, estudamos o período da revolução copernicana e a obra de Galileu Galilei, selecionamos e construímos textos com potencial pedagógico para a construção de uma sequência didática para aulas de Física e Astronomia para o nono ano do ensino fundamental II. Nestas atividades, além de discussões sobre aspectos da história da revolução copernicana, discutimos aspectos culturais, políticos e econômicos da época, promovemos debates sobre os modelos geocêntrico e heliocêntrico. Posteriormente, discutimos textos que apresentam o personagem Galileu sob duas perspectivas: de um lado um herói perseguido pela igreja e por outro lado um cientista com artimanhas de convencimento de suas ideias. Durante a intervenção pedagógica, realizada na Cooperativa de Ensino de Bambuí, coletamos os dados através de questionários semiestruturados, caderno de anotações do professor e gravação dos encontros online. Buscamos com estes dados analisar e problematizar percepções dos alunos sobre NdC. Categorizamos estas respostas sob a luz de concepções filosóficas como o relativismo ingênuo, o posicionamento empírico-indutivista, o racionalismo e o realismo. Observamos nos dados colhidos indícios de concepções de senso comum sobre o desenvolvimento científico, como por exemplo, a crença em um método científico rígido e infalível, interpretado como uma prova e representado idealmente como um algoritmo, a noção de cientistas serem gênios isolados da sociedade e a percepção das teorias científicas se desenvolverem por meio da razão pura, ou por dedução a partir de princípios que são conhecidos a priori. No decorrer das atividades, através dos debates, da leitura e discussão sobre os textos, problematizamos estas concepções. Por fim, concluímos que esta intervenção pedagógica funciona como problematizadora destas concepções do senso comum e auxilia na compreensão da história podendo proporcionar uma visão e um entendimento mais adequado do mundo à sua volta.  Por fim, ressaltamos que construir um material como este, apesar de trabalhoso, é fundamental para uma formação mais ampla e contemporânea do professor.

 

Palavras-Chave: História e Filosofia da Ciência. Natureza da ciência. Ensino de astronomia.  Ensino de Física. Revolução Copernicana.

Notícia cadastrada em: 04/12/2022 11:07
SIGAA | DGTI - Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação - Contatos (abre nova janela): https://ufla.br/contato | © UFLA | appserver2.srv2inst1 21/02/2024 22:04